segunda-feira, 1 de julho de 2013

Por Que Xibiu e a Mesa Diretora Pagaram Fantasmas da Câmara?

Texto: Marcos Leopoldo Guerra

O até então presidente da Câmara de Ubatuba, Eraldo Todão Xibiu, e os componentes da Mesa Diretora precisam parar com a hipocrisia de afirmar que estão economizando dinheiro público. Quem paga salário e exonera funcionários fantasmas com direitos de um funcionário normal não possui caráter e sequer condições éticas e morais de representar a população.

Em 14 de fevereiro de 2013 foi paga a rescisão de Felipe Bastos de Souza Siqueira, que recebeu a quantia de R$ 5.500,70 à titulo de verbas decorrentes da exoneração. Em 23 de janeiro de 2013 foi paga a rescisão de Augusto Budim no valor total de R$ 6.045,24. Ocorre que ambos os citados jamais trabalharam na Câmara de Ubatuba, ou seja, eram funcionários fantasma. É no mínimo estranho que a Mesa Diretora da Câmara de Ubatuba concorde com essa situação, pois se tivessem um mínimo de caráter teriam denunciado a situação ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas. Ao exonerarem fantasmas com o pagamento de verbas rescisórias a atual Mesa Diretora se envolveu nos crimes de corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Cabe ressaltar que os funcionários fantasmas citados foram registrados nas seguintes datas e ocupavam as seguintes funções:
Augusto Budim

Assessor de Gabinete I, Contratado em 23 de janeiro de 2012, tendo o salário de R$ 2.048,06 mais abono de R$ 109,08

Felipe Bastos de Souza Siqueira

Assessor de Gabinete I, Contratado em 04 de maio de 2011, tendo o salário de R$ 2.048,06 mais abono de R$ 109,08
Essa é a economia e a honestidade que Xibiu e os demais vereadores tanto pregam e enaltecem? 

Um comentário:

  1. Elias Penteado Leopoldo Guerra1 de julho de 2013 11:25

    certamente esta situação será denunciada ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas.

    ResponderExcluir