domingo, 4 de agosto de 2013

Carta Aberta de Marcos Guerra Sobre as Calúnias e Difamações Sofridas

Texto: Marcos Leopoldo Guerra

Por mais incrível que possa parecer situações extremamente  desagradáveis, muitas vezes, são como um portal que nos levam a um entendimento muito maior da realidade em que vivemos, possibilitando assim reavaliarmos nossos conceitos e relações de convívio.  As diversas publicações postadas no fracebook, contra minha pessoa, de teor calunioso, difamatório e até, por vezes, injurioso, me fizeram chegar a essa conclusão.

Nos últimos anos tenho dedicado boa parte de meu dia na busca incessante e incansável por uma sociedade mais consciente de seu papel e minimamente informada. Através de meu blog publico diariamente minha opinião sobre desmandos, atos de corrupção, ações e omissões dos agentes públicos e políticos de Ubatuba. Não escrevo para agradar absolutamente ninguém e não dou a mínima para àqueles que não gostam de meus textos, mesmo porque não busco audiência, assim sendo estou livre para falar sobre qualquer ato de qualquer agente público ou agente político.

As reações a meus textos são muito interessantes e se assemelham às discussões de fanáticos por religião ou futebol. Quando elogio uma ação do PT sou enaltecido pelos fanáticos petistas e criticado por alguns fanáticos do PSDB, quando o elogio ou mera publicação de algum ato do governo do PSDB sou igualmente enaltecido pelos fanáticos do PSDB e escrachado pelos petistas. É de se concluir que há fanáticos em qualquer partido político, sendo que tais pessoas impedem uma discussão mais produtiva entre os partidos políticos. Obviamente que fanáticos estão muito distantes de entender meus textos e meus objetivos naquilo que escrevo e como atuo.

Em julho de 2013 iniciaram na rede social facebook, através dos fakes Detetive do Povo e Júlia Abrão, uma série de publicações caluniosas e difamatórias contra minha pessoa. Na ocasião me surpreendi com os mais diversos tipos de reações, do mesmo modo me decepcionei com algumas pessoas próximas que formaram um juízo de valor sem sequer analisar os dados postados. Tive apoio incondicional de alguns que eu pouco conhecia, outros apesar de demonstrarem acreditar nas publicações afirmavam que mesmo que tais fatos fossem verdadeiros os mesmos não invalidariam minhas denúncias, duas ou três pessoas me apoiaram mas me pediram que eu esclarecesse os leitores sobre as acusações de que eu teria sido condenado a prisão e estaria cumprindo pena em liberdade por ter "roubado" ou "desviado" dinheiro do BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Social.

Minha vida particular pertence a mim e àqueles que dela participam, nesse sentido não dou satisfação a absolutamente ninguém, sendo que os inconformados com minha decisão podem escrever ao SBT, mais especificamente ao Programa Porta da Esperança, na tentativa de ter seus anseios concretizados.  No presente caso a manifestação do BNDES (clique aqui para acessar), especificamente no trecho abaixo reproduzido esclarece que o empréstimo foi legal e devidamente quitado pela minha empresa à época, portanto não há que se falar em "roubo" ou "desvio" de dinheiro público, muito menos em condenação a prisão transitada em julgado, bem como em cumprimento de qualquer tipo de pena.

"No mencionado Ofício nº 6.669/2002 - SR/DPF/ES - Missão Especial, de 16.12.2002 (IPL nº 005/2002 - SR/DPF/ES - PROCESSO Nº 2002.50.01.000824-3 - 1ª VF/ES), a Autoridade Policial Federal solicitou ao BNDES que informasse se sofreu algum prejuízo em face do financiamento tomado pela empresa NEW GENERATION AUTOMÓVEIS S/A (FINAME), junto ao Banco Santos Neves S/A."

"Por meio do Ofício AJ/DECON nº 012/03, de 15.01.2003, foi informado que nem BNDES nem a FINAME sofreram prejuízo com relação à mencionada operação, que inclusive já tinha sido devidamente liquidada."
O lado bom de toda essa desagradável situação e exposição leviana e criminosa diz respeito a reciclagem que consegui fazer em minhas relações de convívio, onde expurguei os que não interessavam e encontrei novas pessoas que demonstraram ser mais merecedoras de meu respeito e admiração.

Como se não bastasse é no mínimo estranho que o bando de corruptos do PT que infestaram Ubatuba se preocupem tanto com a minha vida quando a própria Dilma não passa de uma ex terrorista, apoiada por canalhas como José Genoíno, José Dirceu e tantos outros condenados que sequer merecem ter os nomes escritos. 

Todo e qualquer cidadão possui o Direito Constitucional de exercer o Controle Social e criticar àqueles que são pagos com dinheiro público e atuam como agentes públicos ou políticos. Se os canalhas da administração medíocre de Moromizato não sabem disso ou não aceitam esse fato, pouco me importa, continuarei a escrever, haja vista que não nasceu homem nessa administração corrupta e desonesta de Mauricio Moromizato quem tenha capacidade e competência para me calar, pois não passam de um bando de covardes que possuem a boca maior do que o caráter e a capacidade de agir.

4 comentários:

  1. Elias Penteado Leopoldo Guerra4 de agosto de 2013 15:33

    Como já me manifestei várias vezes anteriormente, reafirmo minha total e ilimitada solidariedade e confiança em meu filho Marcos de Barros Leopoldo Guerra, pois me sinto muito feliz por ser seu pai e tenho muito orgulho de sua pessoa e por tudo o que tem feito, que apoio irrestritamente. Na realidade, Marcos e eu temos a mesma maneira de pensar a agir e comungamos dos mesmos propósitos e ideais.
    Nada acontece por acaso, embora nem sempre consigamos perceber, de imediato, as razões dos acontecimentos. Tenho vínculos com Ubatuba há mais de cinquenta anos, razão pela qual optamos por construir nosso lar aqui em Ubatuba há mais de 32 anos. Moramos em aqui desde o ano de 2000, mas participamos da vida de Ubatuba há muito tempo antes de termos de termos construído nossa casa aqui.
    Esta manifestação de Marcos, que tem meu integral apoio, além de ser muito ponderada, é uma mensagem clara para aqueles que comungam com nossa maneira de pensar e de sentir e que sabem quais são as causas de nossas ações, que sempre estiveram interligadas e unidas.
    Aqueles que se sentem como nós e que sabem nossos ideais, os quais apoiam , continuarão a receber nossa recíproca. Aos demais, que continuem chafurdando na lama, que é o local a que pertencem, pois continuaremos em nossa jornada.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Marcos... foi mais uma vez muito feliz em suas colocações e informações.
    Antenor Benetti

    ResponderExcluir
  3. desçe a lenha nessa gentalha! !!!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo seu trabalho é assim que construitemos um Brasil mais justo. Com verdades.
    Davi lemos

    ResponderExcluir